.
Biografia
.
.

Iniciou-se no esporte na Escola Infantil do Esporte Clube Banespa e pelo C.A.D.E. no Esporte Clube Pinheiros. Por influência do pai começou a velejar. Velejava e participava de torneios de tênis. Acabou optando pela vela. Com apoio do Dudu Melchert, seu técnico, progrediu rapidamente vencendo diversas competições. Sagrou-se campeão sul-americano de Optimist, em Algarrobo, no Chile, com apenas 11 anos de idade. Venceu novamente no ano seguinte e foi convocado para representar o Brasil no Mundial de Optimist em Rosas, Espanha. Era a consagração no esporte da vela. Largou o tênis.

Com o peso e tamanho excedendo o recomendado no Optimist, ingressou no Snipe, onde colheu ótimos resultados. Estava aguardando encorpar para poder velejar no Laser. Já em 1990 sagrou-se vice-campeão brasileiro júnior de Snipe e campeão brasileiro júnior de Laser, classificando-se para o Mundial Júnior de Laser na Holanda. Neste campeonato, realizado nos moldes de uma olimpíada, pegou gosto pela vela de alta performance e percebeu que tinha talento para vencer. O que faltava era experiência internacional.

Estabeleceu um plano de treinamento que incluía regatas na Dinamarca, Suécia e a famosa semana de Kiel, na Alemanha. Foi ao Mundial e venceu 9 das 10 regatas, sagrando-se campeão Mundial Júnior de Laser em 1991 na Escócia. Foi seu ingresso no primeiro time da vela mundial.

Em março de 1995 venceu o Pan-Americano em Mar del Plata, Argentina, tendo o primeiro destaque pela imprensa nacional. Surgiram os primeiros patrocínios.

Em 1996 formou-se administrador pela Universidade Mackenzie. Nova decisão importante: continuar na vela ou trabalhar na profissão. Porém as vitórias em sucessivos campeonatos mundiais, bem como a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Atlanta, e o conseqüente reconhecimento pela imprensa, prenderam-no definitivamente à vela.

 
      próxima